PLPinto.M.

A Disfunção Erétil também Atinge os Jovens

 

Eu tenho certeza que você, assim como a maioria dos homens, preocupa-se com a sua saúde, com o seu bem estar, não apenas físico, mas também social e intelectual. A saúde propriamente dita deve acolher essas três esferas. No entanto, dentre essas esferas, existe um problema cada vez mais recorrente no público masculino, principalmente para aqueles que já tem uma certa quantidade de aniversários, a disfunção erétil ou “Impotência Sexual”. Esta, é conhecida como a incapacidade constante ou recorrente de obter ou manter uma ereção permitindo a atividade sexual. A disfunção erétil, como já falei, atinge principalmente homens mais velhos, mas a cada ano o aumento nos casos nos revelou que esse é um problema que pode atingir qualquer idade.

Disfunção Erétil também Atinge os JovensEstudos sugerem que a disfunção erétil é mais comum entre homens mais jovens do que se pensava. Nas pesquisas descobriram que a disfunção erétil afeta 26% dos homens adultos com menos de 40 anos. Quase metades destes homens sofreram com disfunção erétil grave.

Não é difícil os homens ou até as pessoas num geral tratarem esse assunto com um certo ar de deboche, ou de insulto, tratando o homem que apresenta o problema da disfunção erétil como um homem “com defeito” e com menos valor diante da sociedade e da própria cultura masculina. Por esse motivo que este é um problema tão difícil de tratar, não tanto pela medicação, ou dificuldade de tratamento, mas sim pelo tabu que foi criado em cima dessa temática. Pra um homem assumir este problema, mesmo que seja diante de um especialista na área, com certeza, já deve estar lhe incomodando há um certo tempo.

Outro fator que influi consideravelmente em problemas de disfunção erétil é o consumo desordenado de álcool, drogas e tabagismo. O nosso corpo como um todo precisa de doses de harmonia para funcionar em plena atividade, e qualquer pico de exageros tem seus efeitos nocivos. Uma ereção envolve o cérebro, nervos, hormônios, músculos e sistema circulatório. Estes sistemas trabalham juntos para encher o tecido erétil do pênis com sangue. E quando esse sistema falha em algum desses pontos ocorre o que todo homem odeia quando acontece, “broxa”.

A incapacidade ocasional em manter uma ereção acontece à maioria dos homens e geralmente não será causa de maior preocupação. Este fato está ligado diretamente ao fator psicológico. Muitos homens, principalmente os sem experiências sexuais, apresentam um nível de ansiedade um pouco fora do normal, e essa ansiedade as vezes atrapalha no ato sexual, pois a preocupação exagerada inibe o cérebro a ligar as funções sexuais como deveriam, mas isso geralmente é sanado com o tempo.

A ereção resulta de um processo complexo envolvendo o cérebro, os hormônios, os nervos pélvicos e os vasos sanguíneos irrigando o pénis. As estruturas penianas responsáveis pelo mecanismo erétil são os corpos cavernosos, dois compartimentos cilíndricos envolvidos numa túnica sólida (Albugínea). Em paralelo corre o corpo esponjoso contendo a uretra. Com a excitação, o aumento do fluxo sanguíneo ao pênis assim como a diminuição da drenagem expande os corpos cavernosos.

Encarada anteriormente como uma patologia de causas primariamente psicológicas, a disfunção eréctil resulta com maior frequência de uma causa física, geralmente uma doença crônica sistêmica, o efeito secundário de um tratamento instituído ou ainda a combinação destes fatores.

As causas etiológicas mais comuns da disfunção erétil são a doença coronária, a aterosclerose, a diabetes, a obesidade, a hipertensão arterial e a síndrome metabólica. Em alguns casos pode representar o primeiro sinal destas doenças.

Male ExtraOutros fatores importantes no desenvolvimento da doença são o tabagismo, o alcoolismo crônico, certas medicações, nomeadamente o tratamento do cancro da próstata, doenças neurológicas tais como a doença de Parkinson, a Esclerose Múltipla, distúrbios hormonais (hipogonadismo), a doença de Peyronie e os traumatismos pélvicos.

As causas psicológicas da Disfunção erétil, como foi citado acima, representam 10 a 20 % dos casos e incluem a depressão, ansiedade, stresse, cansaço, assim como problemas relacionais com a parceira. A imbricação de um problema psicológico numa causa física menor inicial poderá ser a origem de uma disfunção erétil grave, como problema com o tamanho do pênis e com o físico fora dos padrões de beleza impostos pela mídia.


Mas preste atenção agora.

Muito se fala em tratamentos clínicos em relação a disfunção erétil, mas poucos sabem que produtos naturais para o tratamento da disfunção erétil são extremamente eficazes na maioria dos casos, e o mais importante, como são naturais, a probabilidade de contra indicações é praticamente nula.

Dentre os produtos naturais para disfunção erétil que vem apresentando resultados surpreendentes em vários dos casos que acompanho o melhor é o suplemento Male Extra.

 
 
 
  Os Melhores Tratamentos para Disfunção Erétil
 
Male Extra
   
  Male Extra
   
 
   
   
» Sobre Nós » Contatos » Termos
  Google Plus Facebook Twitter Pinterest TouTube  
As informações contidas neste site têm por objetivo apenas fins educacionais. Esta informação nunca deve ser tida como conselho medico ou como prescrição de tratamentos para qualquer doença.

PLPinto.M. ® All rights reserved.